Receita líquida do Ceará cresce 16% no 1º quadrimestre



 


A Sefaz apresentou, na última sexta-feira, 3, durante audiência pública na Assembleia Legislativa, os resultados fiscais do primeiro quadrimestre de 2022. Lá, a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, enfatizou que o Governo do Ceará atingiu, no período, todas as metas estabelecidas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), mantendo, assim, o equilíbrio das contas públicas.

Segundo a mesma, as receitas líquidas totais chegaram a aproximadamente R$ 10,7 bilhões nos primeiros quatro meses deste ano, 16% acima do volume previsto para o período. Só o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi responsável por uma arrecadação de cerca de R$ 3,3 bilhões.

Fernanda Pacobahyba também destacou as transferências correntes. A previsão era receber cerca de R$ 3,7 bilhões, mas foram transferidos aproximadamente R$ 4,5 bilhões. Segundo a secretária, no início de 2022, o Ceará alcançou uma receita corrente total em torno de R$ 13,5 bilhões, um incremento de 22% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já a receita corrente líquida (RCL) para abril de 2022, que considera os 12 meses anteriores, fechou em cerca de R$ 26,9 bilhões, um crescimento de 16% em comparação com 2021.

Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários