Ciro diz que Lula se intromete no Ceará e “pegou” Camilo com promessa de Ministério



 


Numa fala que mostra o quanto a situação do PDT é complicada, o ex-governador Ciro Gomes (PDT) disse que não sabe se o petista Camilo Santana se mantém como seu aliado. “O Lula é tão irresponsável que tá lá se acertando com o Eunício, já pegou o governador de lá (Camilo Santana) e até já prometeu que ele vai ser ministro. E era nosso aliado, ou é nosso aliado, ainda não sei direito como é que vai desdobrar isso lá”, pontuou Ciro em entrevista ao podcast Avesso.

“Tá ameaçado o nosso projeto hoje. Hoje tá ameaçado por uma coisa muito ruim, bolsonarista, um capitão (Wagner) que liderou um motim e tal”, disse Ciro ao Avesso.

É mais gasolina na fogueira que queima o PDT. A cada dia que passa, há mais sinais de ruptura do que da propalada unidade. A fala de Ciro passa a leitura de que a velha aliança com o PT do Ceará, arduamente construída por Cid Gomes desde que se elegeu prefeito de Sobral em 1996, está prestes a se acabar.

Camilo tem clara preferência pelo nome da atual governadora Izolda Cela (PDT), enquanto Ciro e outros pedetistas bancam a pré-candidatura do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Nas conversas com aliados, Camilo tem dito que havia uma acerto que foi rompido, incluindo a introdução de mecanismos não acordados, como a pesquisa de intenção de voto como mecanismo de escolha do candidato.

A tensão segue ganhando força, principalmente depois que, praticamente em bloco, PT, MDB, PP, PV, PCdoB assinaram manifesto em apoio à reeleição de Izolda Cela. Até o PSDB de Tasso Jereissati divulgou nota, assinada por Chiquinho Feitosa, pedindo para ser ouvido acerca da escolha do candidato governista e afirmando que pesquisa não é o método mais adequado para definir nomes.


Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários