Izolda Cela pede desfiliação do PDT



 


A governadora do Ceará, Izolda Cela, informou no final da tarde desta terça-feira, 26, que sairá do PDT. A decisão foi tomada após a gestora ter sido derrotada em sua pretensão de concorrer à reeleição pela sigla, cujo membros do Diretório Estadual do partido preferiram escolher o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, para disputar a eleição, contra o deputado federal Capitão Wagner (União Brasil), Adelita Monteiro (Psol), Serley Leal (UP) e Zé Batista (PSTU).

“Temos hoje, através de legítima decisão dos partidos que têm ajudado a construir esse Projeto em prol do Ceará, duas candidaturas lançadas ao Governo do Estado. Poderíamos já estar todos unidos contra o fascismo, a intolerância e o ódio. Defendi isso desde o início, juntamente com Cid, Camilo e tantos outros. Diante desta nova realidade, e respeitando as decisões tomadas, anuncio o meu pedido de desfiliação do PDT”, informou, recordando sua atuação em defesa da união da base governista, que acabou dividida, com o lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Elmano de Freitas (PT) ao Palácio Abolição.

Izolda Cela disse que está determinada a concluir o seu mandato de governadora, que vai até o dia 31 de dezembro deste ano.

“Sigo com determinação para cumprir esta honrosa tarefa no comando do Governo do Estado, pedindo sempre as bênçãos de Deus para fazer o melhor para os cearenses”, revelou.

Ceará Agora

Postar um comentário

0 Comentários