Roberto Cláudio será candidato a governador após vencer Izolda em votação




 O ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), foi escolhido pelo PDT para concorrer a governador do Ceará. A decisão foi tomada em reunião do diretório estadual do partido, no início da noite desta segunda-feira, 18. A definição entre ele e a governadora Izolda Cela foi no voto entre os 84 membros do diretório. O placar foi de 55 a 29 a favor do ex-prefeito.

Na tarde desta segunda-feira, 18, dois pré-candidatos se retiraram da disputa: Evandro Leitão, presidente da Assembleia Legislativa, que saiu para apoiar Izolda; e o deputado federal Mauro Filho, que não se posicionou a favor de um dos nomes, mas defendeu o acordo. Só Izolda e Roberto Cláudio ficaram na disputa.

A decisão tomada pelo diretório é um indicativo de candidatura ao Governo do Estado, a ser oficializada na convenção marcada para o próximo domingo, 24.

A disputa interna no PDT se acirrou nas últimas semanas, com diferentes estratégias adotadas pelos apoiadores de Izolda e Roberto Cláudio. A governadora recebeu apoios da maioria dos partidos e deputados estaduais da base governista, e recebeu também manifestação favorável de vários prefeitos, o que causou reação de apoiadores de Roberto Cláudio e da direção do partido. Izolda também tem apoio do ex-governador Camilo Santana (PT). Roberto Cláudio é apoiado pelo prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), e por vários líderes, sobretudo na capital.

Cid Gomes está afastado das articulações políticas no Ceará, o que tem deixado aliados incomodados. O presidente estadual do PDT, André Figueiredo, disse que Cid pediu a Ciro para representá-lo no processo de definição. Na última sexta-feira, Ivo foi ao encontro de Cid. Depois disso, fez manifestações nas redes sociais. No sábado, relembrou episódio de 2016 de confronto com o então presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Filho (PSD), hoje mais cotado para ser vice na chapa. No domingo, ele escreveu que a relação entre Cid, Camilo e Izolda permanece a mesma de antes.

"A proximidade das decisões naturalmente eleva as tensões e produz boatos de toda natureza. Um deles é de que nosso senador Cid estaria ausente do processo de escolha em virtude de um falso conflito com o ex-governador e nosso futuro senador Camilo Santana e/ou com a governadora Izolda Cela. Esclareço que a relação entre eles permanece a mesma. De sempre! Tudo que se disser ao contrário disso é tentativa de intriga", publicou Ivo, antes de declarar apoio a Izolda, e dizer que esta é também a posição de Cid


O Povo

Postar um comentário

0 Comentários