Jijoca força prorrogação, mas é superado pelo Pato e fica com o vice da Copa do Brasil de Futsal



 Cearenses venceram por 5 a 4 no tempo normal, devolvendo o placar de 2 a 1 que os paranaenses haviam conseguido na ida, mas no tempo extra, foram derrotados por 1 a 0



Com o ginásio Josino Bernardino lotado nesse domingo, 18, o Jijoca encerrou a participação na Copa do Brasil de futsal com o vice-campeonato. O clube cearense havia perdido o duelo de ida da final para o Pato-PR por 2 a 1 e ainda conseguiu levar o confronto para a prorrogação, ao vencer por 5 a 4, mas no tempo extra, acabou superado por 1 a 0 e ficando com o segundo lugar.

O time da região de Jericoacoara fez história ao chegar em sua primeira decisão a nível nacional, deixando pelo caminho, inclusive, o atual campeão, Ceará.

Agora os cearenses voltam as atenções para a Copa do Nordeste da modalidade, que acontece em outubro, e vai ter como sede a cidade de Cruz, no Ceará.

O jogo

A partida começou bem aberta, com as duas equipes tendo boas oportunidades. O Jijoca tinha a iniciativa das ações ofensivas, por precisar do resultado, mas cedia bastante espaço para o Pato contra atacar.

E foi em uma dessas saídas em velocidade que o clube paranaense abriu o placar. Aos seis minutos, Rodriguinho recebeu de frente para o goleiro e chutou rasteiro no canto, inaugurando o marcador a aumentando a vantagem para os cearenses.

Mesmo depois do gol, o cenário da partida não mudou, e o Jijoca seguia pressionando na quadra de ataque. Por um lado, assustou em chute perigoso de Muel, mas também escapou do segundo gol depois de perder a bola, obrigando Jamerson a fazer ótima defesa com os pés.

Até que aos 11, o Jijoca conseguiu chegar ao gol de empate. Depois de bate rebate, Luisinho chegou chutando forte, a bola explodiu na trave e voltou na cabeça de Muel, que só escorou para deixar tudo igual.

O tento marcado animou os cearenses, que cresceram na partida e tiveram boas oportunidades de virar o jogo, mas o confronto foi para o intervalo com a igualdade no marcador.

Já a segunda etapa começou com o Jijoca indo para cima e não demorou para conseguir a virada. para ambos os lados. Aos sete minutos, Joãozinho aproveitou rebote do goleiro, limpou a marcação e chutou no alto, colocando o Jijoca à frente. Um minuto depois, foi a vez de Clenilson pegar forte depois de cobrança de escanteio e ampliar. 3 a 1.

Nos minutos finais, a partida virou um caos com vários gols dos dois lados. Aos 14, Rangel recebeu na esquerda e chutou rasteiro no canto para diminuir para os paranaenses e colocar fogo no jogo.

Muel e Reinaldo anotaram mais dois gols para os cearenses restando dois minutos, fazendo 5 a 2 e praticamente definindo o duelo. O Pato, por outro lado, não desistiu e ainda conseguiu dois gols no último minuto com auxílio do goleiro-linha, com Samuka e Jé, mas não foi o suficiente para evitar o tempo extra.

Prorrogação

Na prorrogação, o placar foi zerado para a disputa de dois tempos de cinco minutos, e quem começou melhor foi o Pato, obrigando Jamerson a fazer duas grandes defesas na primeira etapa e levar o placar zerado para o segundo tempo.

Logo no primeiro minuto do reinício, Joãozinho teve boa chance pro Jijoca, mas a zaga acabou travando na hora do chute. A resposta do Pato veio logo no lance seguinte, em chute de Rangel que passou ao lado do gol.

Jamerson voltou a brilhar com mais duas excelentes intervenções, mas na terceira, Luciano chutou forte no alto e colocou o Pato na frente, restando dois minutos e meio de jogo.

Com a desvantagem, o Jijoca foi para o tudo ou nada com o goleiro-linha, mas não conseguiu o gol de empate e ficou com o vice-campeonato.


O Povo

Postar um comentário

0 Comentários