Câmara municipal de Acaraú elege nova mesa diretora para o biênio 23/24






 A dinâmica conturbada entre Legislativo e Executivo em Acaraú tem raízes nas eleições de 2020. Naquele ano, Ana Flávia (PSB), esposa do deputado federal e secretário estadual dos Recursos Hídricos, Robério Monteiro (PDT), foi eleita prefeita.

Ela derrotou Amadeu Neto (PDT), que também teve o apoio da família na disputa. O então candidato é primo do ex-prefeito Alexandre Ferreira Gomes (PDT) e sobrinho do ex-deputado estadual Manoel Duca (Republicanos), o Duquinha, e do ex-deputado federal Aníbal Gomes (PSDB). 

O embate entre as duas famílias foi estendido para a Câmara Municipal. Neste mês, a Casa deu posse à nova Mesa Diretora, com Jarbas Nascimento (União) como presidente. Em seguida, vêm Paulo Rocha (União) como vice-presidente e Junior Mundó (PDT) como secretário.

Apoiador do novo comando da Câmara dos Vereadores, Duquinha fez questão de destacar que Nascimento faz oposição à prefeita Ana Flávia. 

“A oposição venceu com uma diferença de três votos e vejo isso como algo bom, pois os poderes devem ser independentes, e a democracia respeitada. Parabéns ao vereador Jarbas, que está no seu primeiro mandato, mas já demonstra muita competência. Desejo a todos uma excelente legislatura”, discursou o deputado na tribuna da Assembleia Legislativa, em dezembro.


Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários