Pesquisa mostra que os brasileiros parecem não confiar tanto na mídia



 


O site de notícias The News realizou uma pesquisa e mais de 8 mil de pessoas responderam, dizendo quanto confiam, de 0 a 10, em cada um dos principais veículos do país.

No gráfico acima, foi colocado os nove que tiveram as melhores médias. Ao todo, foram listados 26 canais de notícias, além das redes sociais — que não foram incluídos nessa categoria.



Mais curioso que o top-9 é observar a diferença de percepção sobre cada veículo de informação dependendo do perfil da pessoa

No geral, englobando todos os veículos, pessoas mais de esquerda tendem a confiar mais nos canais de mídia. O mesmo padrão aconteceu na pesquisa feita nos EUA. Em números…

  • A média do nível de confiança dos mais progressistas é de 5,1;
  • Enquanto isso, a dos mais conservadores fica em 4,2;
  • Já, a média de quem se considera de centro fica em 4,9.


Os veículos que mais fazem as duas pontas divergirem são a Jovem Pan, com um gap de 5,1 pontos a mais de confiança da direita (E: 1,7 | D: 6,8) e a Globo, com um gap de 4,9 pontos a mais de confiança da esquerda (E: 7,5 | D: 2,6).

Indo para as redes sociais

A plataforma que tem a maior confiança do público é o LinkedIn, com uma média geral de 6,6. Em seguida, vem o YouTube, com uma confiança de 5,2. Do outro lado, as piores médias foram TikTok (2,4) e Facebook (2,7).



Aqui, o padrão se inverte: As pessoas de direita têm uma confiança levemente maior que as pessoas de esquerda — 4,1 contra 3,8. As de centro têm média de 3,9.

Com informações de The News

Postar um comentário

0 Comentários