Presos acusados de tentar matar Policial Penal em Morrinhos








Menos de 48 horas após o registro de uma tentativa de homicídio contra um Policial Penal na cidade de Morrinhos, ocorrido na última quinta (20), Forças de segurança localizaram e prenderam os acusados de envolvimento no atentado

Segundo as informações recebidas pelo Portal Vale do Acarau, finalizou na madrugada deste sábado (22), a Operação Policial que tinha como objetivo identificar e prender os acusados de tentarem matar a tiros um Policial Penal

O crime ocorreu no final da tarde de quinta-feira, 20, a vítima, um Policial Penal, estava no centro da cidade de Morrinhos, indo a um comércio, no momento em que 2 criminosos se aproximaram e efetuaram varios disparos pelas costas do mesmo

A vitima foi socorrida a Sobral, e se encontra em estado estável de saúde.

Após o crime, uma Mega-operacao foi iniciada no intuito de prender os acusados

A ação coordenada por equipes do GORE, contou ainda com participação de Policiais militares da região, Força Tática, Policia Civil, RAIO, apoio aéreo do CIOPAER e pelas matas do COTAR



Na noite do mesmo dia do crime, um suspeito identificado como FABINHO CENOURA, teria reagido a uma abordagem no Bairro Sao Luis, onde foi baleado e socorrido ao hospital, mas acabou vindo a óbito

Na ocorrencia foi apreendido um revólver e munições 

No dia seguinte Policiais Militares aprenderam na casa de um dos suspeitos uma moto roubada, além de 31 munições de calibre .22 e .380






Na madrugada deste sábado, 22, as equipes realizaram a apreensão de um rifle, duas pistolas, um revólver, rádios comunicadores, drogas, munições e uma moto roubada 



Foram presos nas diligências, cerca de 5 pessoas. 

Dentre os presos estão os 2 acusados de cometer o atentado, além de um caseiro que deu cobertura aos mesmo


A dupla acusada do crime foi localizada em um loteamento, no Baixo Acaraú 

A Polícia trabalha agora para tentar identificar a motivação do atentado e se houve algum mandante do crime

Todos os presos foram conduzidos até a Delegacia para procedimentos legais cabíveis l.

Postar um comentário

0 Comentários