Ceará: Municípios do interior apresentam redução no número de casos e óbitos por coronavirus





Os municípios do Sertão Central, da Região Norte, do Litoral Leste e do Cariri apresentaram, nesta semana, redução no número de casos confirmados e mortes pela Covid-19. A informação, contida no boletim epidemiológico divulgado nesta última quinta-feira (22) pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) foi ressaltada pela secretária executiva de Vigilância e Regulação da pasta, Magda Almeida.


"Municípios e áreas centralizadas que semana passada nos preocupavam, nessa semana mostraram melhora nos indicadores, tanto em relação à redução de óbitos, quanto em relação ao número de casos. Isso foi um cenário mais animador", aponta Magda Almeida.

Conforme o documento, o Litoral Leste teve a maior redução no período: 41,5% menos casos confirmados. Já no Cariri, a queda foi de 22,3% e, no Sertão Central a redução foi de 12,5%. A menor redução foi na Região Norte, de 1,2%.

O novo boletim divulgado nesta quinta pela Sesa também aponta um aumento no número de casos na Região de Saúde de Fortaleza, o que, segundo Magda, alerta para os cuidados que devem ser mantidos pela população.

"A gente observou um aumento do número de casos confirmados em Fortaleza e na Região de Saúde de Fortaleza. Isso nos faz lembrar que a gente ainda está em pandemia. Que a gente não pode esquecer das medidas de etiqueta respiratória, do uso de máscara obrigatório, de evitar as aglomerações, manter o distanciamento social, porque infelizmente a pandemia não acabou", diz.

Segundo a secretária, a cidade de Crateús, no interior do Estado, que vinha apresentando aumento no número de casos e de óbitos em decorrência da Covid-19 na semana anterior, já passou a apresentar uma diminuição nos indicadores no novo boletim.

"Crateús, que foi um dos municípios que a gente levantou a preocupação no boletim passado, tem mostrado melhora nos indicadores e é interessante a gente chamar atenção que Crateús tem seguido as recomendações da secretaria, pra que a testagem de RT-PCR seja ampliada", reforça.

Com informações do Diário do Nordeste.

Postar um comentário

0 Comentários