Por maior eficácia, China avalia recomendar terceira dose de Coronavac



 


Com a eficácia de suas vacinas em xeque, a China já admitiu publicamente que está preocupada e, agora, avalia a possibilidade de misturar doses de diferentes vacinas, ou até mesmo aplicar uma terceira dose da Coronavac.

As novas hipóteses foram sugeridas pelo imunologista Gao Fu, que dirige o Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) e é uma das principais autoridades sanitárias da China.

Gao Fu ainda destacou as vacinas com tecnologia de mRNA, ou RNA mensageiro. “Todos devemos considerar os benefícios que as vacinas de mRNA podem trazer para a humanidade”, disse.

A tecnologia de mRNA, ou RNA mensageiro, é aquela da Pfizer (BioNTech) e da Moderna.

Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários