Ceará: Pescadores desaparecidos são encontrados após seis dias de buscas





Dois pescadores da Praia de Caponga em Cascavel, litoral do Ceará, foram encontrados, nesta terça-feira (29), seis dias após saírem para pescar. Eles saíram para trabalhar na última quinta-feira (24), em uma jangada e deveriam ter retornado no sábado (26). Ambos são moradores do distrito, e o desaparecimento deles comoveu a comunidade.

A governanta Graça Gomes Santos, 37 anos, é sobrinha de um dos pescadores, Raimundo Nonato. Ela conta que o outro pescador é conhecido como “Francisco Doquinha”.

Graça disse que foi informada pela Marinha que ambos foram encontrados e levados ao Porto do Mucuripe, em Fortaleza. A capital fica a cerca de 62 km de distância da Praia da Caponga, ponto de onde eles saíram.

A Marinha do Brasil informou que tomou conhecimento, na noite desta segunda-feira (28), do atraso no regresso da embarcação de pesca “Danaina", que teria saído da Praia da Caponga, no município de Cascavel, com dois tripulantes.

Com isto, o órgão iniciou uma Operação de Busca e Salvamento, coordenada pelo Salvamar Nordeste, que está empregando o Navio-Patrulha “Guaíba” e equipes da Capitania dos Portos do Ceará (CPCE).

A Marinha também emitiu um aviso aos navegantes e realizou contato com a comunidade marítima, para ampliar a divulgação sobre o ocorrido e alertar todas as embarcações que estivessem navegando em áreas próximas ao desaparecimento para apoiar nas buscas.

Às 15h, desta terça, a Lancha "Flexeiras", de Fortaleza, avistou a embarcação a uma distância de 1,3 milhão do Porto de Mucuripe, em Fortaleza, prestando o socorro e encontrando os náufragos com vida.

As famílias estão indo à Fortaleza para encontrá-los. Até a publicação desta matéria, Graça não possuía detalhes do estado de saúde dos pescadores, ou o que aconteceu com eles durante os últimos seis dias.

G1

Postar um comentário

0 Comentários