Tasso e Cid assinam CPI para investigar denúncias de corrupção no MEC



 


Senadores protocolaram hoje, terça-feira, 28, o requerimento que solicita a abertura de uma CPI para investigar supostas irregularidades no Ministério da Educação (MEC). Dois cearenses assinaram o documento em apoio. 

Foram eles: Cid Gomes (PDT) e Tasso Jereissati (PSDB).

Por outro lado, o senador Eduardo Girão (Podemos) foi contra. O parlamentar defende que as averiguações sejam feitas por outras instâncias, como Ministério Público e Polícia Federal. Ele argumenta que uma CPI, às vésperas da eleição, pode ganhar outros contornos.

Focus Jor

Postar um comentário

0 Comentários