Falso médico preso em Paraipaba, atendeu pelo no hospital de Itapajé



 


Através de nota enviada a imprensa, a  Secretaria de Saúde de Itapajé confirmou que o falso médico preso na noite deste sábado(16) no município de Paraipaba já atuou no hospital Municipal João Ferreira Gomes. O indivíduo, que foi identificado como Khlisto Sanderson Albuquerque, é policial militar do Rio Grande do Norte e atuava irregularmente como médico.

De acordo com a nota de Esclarecimento da SESA, o falso médico esteve atendendo, em substituição a um médico plantonista, por três vezes na gestão da Prefeita Gorete Caetano.  No entanto, a secretaria reforça que o falso profissional não fazia parte da equipe permanente do Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes.  

A nota também afirma que todas as fichas de pacientes atendidos pelo falso profissional revisadas e que as providencias legais serão tomadas.  

 Confira a nota:

"A Prefeitura de Itapajé, através da Secretaria de Saúde, vem por meio desta nota informar que tomou conhecimento, através das redes sociais, que a Prefeitura de Paraipaba constatou que um dos plantonistas substituto (identificado como Khalisto Sanderson Albuquerque), estava usando documentação de outro médico (Jefferson Thiago Medeiros Oliveira) e se passando por este, ação que, se confirmada, incide no crime de exercício ilegal da Medicina e Falsidade Ideológica.

 Ao verificar as denúncias a secretaria de Saúde revisou todos os Plantonistas do Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes e constatou que este não faz parte da escala permanente do Hospital Municipal.

Porém, se constatou que este suposto Médico, foi enviado como substituto de plantonistas fixos em 3 ocasiões na atual gestão. Todas as fichas de pacientes atendidos pelo suposto médico serão revisadas e as medidas legais serão aplicadas, tanto para o suposto médico quanto para a empresa responsável por este, que não tem ligação com os serviços prestado a Prefeitura de Paraipaba.

A prefeitura está tomando as medidas cabíveis para que ocorra punição e ressarcimento financeiro. A prefeitura informa que o Suposto médico não é, nem tem relação ao Médico exposto na Câmara Municipal, dos quais foram apresentadas informações erradas sobre este Profissional".

 Saiba Mais Sobre o Caso

Khalisto Sanderson Albuquerque foi preso na noite de sábado (16) quando se passava por médico no Hospital Municipal de Paraipaba. Ele usava o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) de outra pessoa.

A prefeita da cidade, Ariana Aquino, deu ordem de prisão ao falso profissional, que saiu da unidade hospitalar algemado.

O falso médico é soldado da Polícia Militar do Ceará e além do crimes de exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica, também já responde judicialmente por violência doméstica.


FM Atitude

Postar um comentário

0 Comentários