Vanderlei Luxemburgo declara voto em Lula: ‘Tirar o sociopata’




 O ex-técnico da Seleção Brasileira, Vanderlei Luxemburgo, declarou voto no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ressaltou a importância de tirar o presidente Jair Bolsonaro (PL) do cargo. Para Luxemburgo, é preciso “tirar o sociopata do poder”. Fazendo referência ao futebol, o ex-técnico aposta na vitória do ex-presidente ainda no 1º turno. Para ele, é preciso não dar chances a Bolsonaro de um 2º turno.

“Este jogo está por terminar. Brasil, é muito importante esse jogo. Jogo que vai definir o futuro do nosso Brasil. Que pode ser definido no primeiro tempo de jogo. Não precisa de segundo tempo. Nós podemos entender que não temos que dar chance ao adversário, nenhuma. Então o Brasil hoje, é o Brasil das pessoas que querem o melhor para o Brasil, contra o sociopata”, disparou o técnico.

PSB retira a candidatura de Vanderlei Luxemburgo ao Senado

O diretório do PSB no Tocantins decidiu, em reunião no dia 5 de agosto, remover a candidatura do ex-técnico de futebol Vanderlei Luxemburgo ao Senado. Em nota enviada ao Poder360, Luxemburgo disse que a decisão é uma “postura ditatorial e rasteira”.

O ex-prefeito de Palmas e presidente da legenda no Tocantins, Carlos Amastha venceu a votação e será o nome do partido para a vaga no Legislativo. Luxemburgo se filiou ao partido em 28 de março, quando o PSB anunciou que o ex-técnico deveria se candidatar pelo Tocantins.

Luxemburgo anunciou que não concorrerá a nenhum cargo. Ele disse que foi “apunhalado pelas costas” e, em um 1º momento, ameaçou processar o partido. Segundo o ex-técnico, sua candidatura havia sido acordada com Amastha e com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira.


GC Mais

Postar um comentário

0 Comentários