Homem que atirou contra igreja antes de evento com Michelle Bolsonaro paga fiança e é liberado da prisão



 Vigilante que efetuou o disparo foi preso, mas não repassou nenhuma informação



O vigilante que foi detido pela Polícia Civil do Ceará nesta sexta-feira (14), após efetuar disparos de arma de fogo contra uma igreja em Fortaleza, foi liberado após pagar fiança. O caso aconteceu horas antes de um evento com a participação da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da senadora eleita pelo Distrito Federal, Damares Alves (Republicanos).

Conforme a Secretaria da Segurança Pública do Ceará, o homem atirou contra o prédio da Igreja Apostólica Novidade de Vida, no bairro Sapiranga, mas ninguém ficou ferido. Ele foi levado à 13ª Delegacia de Polícia, em Fortaleza, para prestar depoimento. O homem de 22 anos não tinha antecedentes criminais. Ele estava com um revólver calibre 38 e se apresentou como vigilante. Em depoimento, o suspeito não repassou nenhuma informação.

Ele foi autuado por disparo de arma de fogo. Após ser arbitrada fiança, ele foi liberado. As apurações seguem em andamento para identificar a motivação do crime.

Vigilante atira contra igreja onde estava Michelle Bolsonaro

Apesar do incidente, o compromisso com a primeira-dama e Damares não foi cancelado e transcorreu sem maiores problemas. Ao R7, Damares confirmou a ocorrência de um disparo de arma de fogo. “Num bairro próximo teve um tiro. Fortaleza é muito violenta. Mas aqui perto da igreja não tem ninguém”, afirmou a senadora eleita e ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos.

O evento em Fortaleza com Michelle e Damares fez parte do movimento Mulheres com Bolsonaro, lançado pela campanha eleitoral do presidente na tentativa de ampliar a quantidade de votos dele entre o público feminino. Além do Ceará, o movimento já passou por outros estados do Nordeste, como Piauí e Maranhão.


GC Mais

Postar um comentário

0 Comentários