Carla Zambelli vai aos EUA e diz que estudará garantias de liberdade para Brasil



 Em nota, a parlamentar afirmou estar "no meio desse movimento de contenção, repressão e ataque à Liberdade". "É através das minhas redes sociais que reporto eventos, faço questionamentos, trago conhecimento informativo e divulgo minha agenda", disse



Após ter perfil suspenso nas redes sociais, a deputada federal reeleita Carla Zambelli (PL-SP) anunciou, há pouco, que viajou aos Estados Unidos para cumprir “agendas pessoais”. De acordo com a parlamentar, contudo, ela irá aproveitar a viagem para “estudar meios” de garantir a liberdade de expressão no Brasil.

“Não divulguei a viagem aos Estados Unidos simplesmente porque não tenho onde publicar, oras”, disse Zambelli, em nota divulgada à imprensa nesta quinta-feira (3). “Estou cumprindo agendas pessoais e aproveitarei a ocasião para estudar meios de assegurar e restaurar a liberdade de expressão no Brasil junto a autoridades americanas”, detalhou.

A saída da parlamentar do País foi anunciada pelo deputado federal André Janones (Avante-MG) pelo Twitter. No entanto, ao Broadcast Político, a assessoria havia falado que Zambelli estava cumprindo agenda em São Paulo.

Em nota, a parlamentar afirmou estar “no meio desse movimento de contenção, repressão e ataque à Liberdade”. “É através das minhas redes sociais que reporto eventos, faço questionamentos, trago conhecimento informativo e divulgo minha agenda”, disse.

A deputada teve as contas suspensas no YouTube, Twitter, Facebook, LinkedIn, TikTok e Instagram na terça-feira (1º) por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na segunda-feira (31), a parlamentar publicou no Twitter uma mensagem aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que fecharam estradas federais em protesto contra a vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no domingo (30). “Parabéns, caminhoneiros. Permaneçam, não esmoreça”, disse.

Já no último dia 29, véspera do segundo turno das eleições, Zambelli se envolveu em uma confusão em São Paulo e chegou a perseguir um homem negro com um revólver em mãos.

Agência Estado

Postar um comentário

0 Comentários