Ceará: Criança picada por escorpião e que ficou com sequelas tem alta médica após 48 dias





Um menino de 3 anos foi picado por um escorpião, procurou o hospital, foi medicado, mas desenvolveu sequelas logo depois. O caso aconteceu em Barbalha, no Cariri do Ceará. Ele precisou ser hospitalizado novamente e chegou a ter quatro paradas cardíacas. A criança teve alta na manhã deste sábado (15).

Conforme a mãe do garoto, Nageane Souza, no dia 22 de fevereiro ele foi picado por um escorpião enquanto brincava na casa da tia. "Logo depois eu vim com ele para o hospital e demorei uns 25 minutos para chegar. Durante a tarde estava tudo bem, ele tomou medicamento, mas de repente, à noite, começou o pesadelo. Ele subiu para UTI e liguei para o pai sem acreditar".

Segundo a mãe da criança, o filho teve sérias complicações e ficou internado no Hospital São Vicente. Ela relatou que o filho teve quatro paradas cardíacas, o que pode ter ocasionado os problemas de saúde. Ele ficou com sequelas, como perda da visão e dificuldades para falar.

“Ele teve um edema agudo no pulmão com sangue, o coração estava parando de bater e vi o meu partir, mas Deus o deixou ficar comigo. É realmente um milagre. E ele ficou com sequelas por conta das quatro paradas cardíacas que ele teve”, disse.

Neste sábado, amigos e familiares se mobilizaram para fazer uma recepção na saída do hospital como forma de celebrar a vida da criança.

"Hoje nós vamos enfrentar uma batalha muito grande, pois ele precisa agora de vários acompanhamentos. Fisioterapia respiratória e motora, além de fonoaudióloga, para a gente não perder tempo e que ele possa voltar para gente por completo", afirmou.

Como evitar o aparecimento dos escorpiões:

Ambiente externo:

os muros das casas devem ser rebocados para que a parede fique lisa e não tenha tantas frestas e vãos que possam dar abrigo ao animal;
em casas com jardins, as folhas secas devem ser removidas com frequência para evitar o acumulo;
armazenar bem o lixo orgânico. Um dos alimentos mais consumidos pelo escorpião é a barata, então, é necessário evitar o ambiente propício para que ela apareça.

Ambiente interno:

colocar telas em todos os ralos e vedar vãos e frestas;
manter a caixa de gordura limpa e bem fechada;
pontos de energia e de telefone devem ser sempre vedados;
colocar proteção na soleira da porta para evitar que o animal entre em casa.


O que fazer em caso de picadas

A orientação em caso de picada é lavar o local com água e sabão e procurar uma unidade de saúde de emergência. Recomenda-se também colocar uma compressa de gelo para amenizar a ação do tóxico e a dor local.

Se possível, levar fotos do animal para que seja realizado o tratamento adequado. Existem diferentes tipos de escorpião e que podem causar lesões de diferentes graus de gravidade. Caso o animal seja encontrado na residência, o morador deve isolá-lo em um pote, sempre que possível, e ligar para o Corpo de Bombeiros 193.


G1

Postar um comentário

0 Comentários